Follow by Email

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Perfil do Bibliotecário - Reyjane Mendes





Me chamo Reyjane Mendes, nasci em Itapecuru-Mirim /Maranhão. Bibliotecária há 6 meses pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), fui petiana (momento único que vivi, pois, já era hora de entender o sentido de se estar na universidade, bem como fazer pesquisa). Sou feliz, gosto de viajar, sorrir, brincar, estar com amigos(ainda mais os BiblioAmigos que fiz durante essa jornada). Atualmente, não estou trabalhando (Começo a trabalhar em fevereiro na empresa Arquivus-empresa esta que presta consultoria na área de arquivos, inclusive amooooooooooo de paixão) e é isso aí! rsrsrs
Um livro? 
Vamos vê, já li tantos... Às vezes me enrolooo toda porque quero ler vários livros e acabo que não consigo ler nenhum, mas amo de paixão "A cabana de William P. Youn; A biblioteca mágica de Bibi Bokken de klaus Hagerup e Jostein Gaarder - Li na graduação; A bolsa amarela de Lygia Bojunga... Ah poxa, são tantos......
Um filme?
Adoro filmes, bem dificil dizer um somente, viu? Mas, vamos lá... eu gosto muito de comédia romântica (sou assim, meio boba) srssr... Adorei aquele filme: "Um amor para recordar" "Não se preocupe, nada vai dar certo", "O alto da compadecida", "A diretoria".Op's era só um(srsrs), poxa Sol são muitos, amo filmes.
Uma frase?
Nem sei de quem é, mais amo essa frase... "Não jogue espinhos na estrada, pois, na volta você poderá está de pés descalços"
Trabalha em que tipo de Biblioteca? 
Bem, formei em julho de 2011 e em outubro fui trabalhar na FAMA de Imperatriz /MA, meu primeiro emprego como Bibliotecária (Biblioteca Universitária). Bem, até tentei ficar por lá, mas cheguei a perceber (na verdade na graduação já sabia disso!) que meu negócio é Biblioteca escolar.
Qual imagem tem do Bibliotecário?
Acredito que cada um tem sua imagem (seu jeito de ser e tal, e na profissão as vezes isso nem muda tanto/ você é quem é e pronto). Mas , vemos e com frequência o povo falando que bibliotecário é isso, bibliotecário é aquilo... A questão daqueles estereótipos, para as mulheres, de velhinha de óculo, mal amada, mal humorada e etc......Acredito que tem mudado bastante, pelo menos nós (digo nós, por que acredito que esse povo recém-formado-UFMA busca fazer diferente, é isso...).
Qual imagem acha que passa para o usuário?
Bem, o engraçado é que por ser pequeninha (não aparento ter a idade que tenho). Na FAMA, o pessoal achava estranho. Chegavam: "A bibliotecária ta aí?" e  eu dizia: "Sim, pois não, sou eu mesma...". Cara, o povo fazia aquela cara e dizia: "hã? você? mas você é uma menininha!" kkkkkkk... Mas aí, ao conversarmos eles mudavam de opinião e diziam: "ok, obrigada Bibliotecária...". Mas, acredito que a imagem que os usuários tiveram de mim foi boa, até porque recebi bastante elogio.
O que te diferencia de outros profissionais?
Acredito que cada um tem seu jeito, mas quando estagiei (não direi onde, mas estagiei muito) e era incrível como era raro encontrar usuários que gostassem da bibliotecária. Portanto, dizia a mim mesma, quando formar e trabalhar, vou ser diferente. E acredito que tenho um diferencial, pois busco tratar o usuário como gostaria que eles me tratassem: bem, sorridente(com moderação, gente), educadamente e atendê-los sempre com o sorriso no rosto, acredito ser o principal.
Qual o maior mico que já pagou numa biblioteca?
Bem, não sou de falar baixo. Então meus micos em biblioteca sempre são em relação a isso... Credo, preciso mudar.
Qual o seu Hobby? 
Hum, amo maquiagem, moda, beleza, essas coisinhas e criei recentemente um blog onde busco compartilhar com minhas biblioamigas e também biblioamigos, tudo isso... sabe, juntei o que amo com o que faço (Biblioteconomia +Beleza) e criei o BIBLIOBELEZA.
Qual o seu maior sonho? 
Nossa, me pegou! Acredito que felicidade já tenho. Rica eu sou (Sou filha de DEUS e creio que riqueza maior que essa não existe). Bem, mas sonhos todos nós temos. Não vivemos sem ele e o meu maior sonho agoraaaaaaaaaaaaaa é passar no concurso e ganhar bem...
O que faz fora da Biblioteca?
Bem, vou a igreja, leio, tento me divertir com meus amigos.
Quais ações culturais você realiza ou gostaria de realizar?
Bem, como havia dito anteriormente amo biblioteca escolar (e acredito ser mais fácil de se realizar ações culturais). Na FAMA, realizei a semana do livro e da Biblioteca, onde tivemos o CineBiblio, busquei envolver os discentes da faculdade (o momento cultural onde eles cantaram e se divertiram muito). Bem, mais creio que esse tipo de biblioteca já fica um pouquinho difícil de se realizar ações culturais (porém, não impossível... podemos tudo com nossa capacidade de criar).
Por que escolheu o curso de Biblioteconomia?
Ah, boa! Eu sempre fui "rato de biblioteca", já conhecia amigos que faziam Biblioteconomia. Aí conversei, busquei saber do que se tratava esse tal Biblio o quê?. Mas, na verdade entrei na biblio porque pensei em arquivologia (tudo que amo e quero), vivi momentos loucos tipo "amor e ódio da biblioteconomia", hoje sou apaixonada por minha profissão e digo de cabeça erguida "SOU BIBLIOTECÁRIA, SIM".
Quais são suas expectativas para o futuro profissional?
Bem, pretendo urgentemente passar num concurso.
Biblioteconomia foi sua primeira opção ao prestar vestibular?
Não, fiz para pedagogia (ainda bem que não passei). Pois, amo minha biblioteconomia.
Você acha que o campo da Biblioteconomia ainda é visto como um campo dominado por mulheres? 
Acredito que isso tem mudado bastante. Antigamente sim, né? Historicamente vemos isso, mas acredito que até mesmo na UFMA essa visão de biblio ser para mulheres é passado.
A melhor lembrança que teve da graduação?
Nossa, grandes... Furar fila no R.U (Bons momentos), Sorrir nos corredores. Quando caloura, andava com um bando, né? Porque calouro anda em bando... E íamos pegar manga verde para comer com sal no prédio de educação física... Eita, bons tempos!
A melhor lembrança que teve da profissão?
Bem, estou recente como Bibliotecária. Mais não esqueço dos elogios que tive quando realizei a "V Semana do Livro e da Biblioteca", além de ter trocado experiências com as bibliotecárias de Imperatriz.
Como você analisa o Mercado de trabalho?
Acredito que está melhorando, pelo menos em relação aos concursos públicos (está tendo vaga para nós, é só estudar), enquanto que no setor privado (humhum, aqui tá ruim se não tiver o famoso quem indica), porém, não existe somente isso. Acredito sim, que o mercado está ai em ascensão e nós é que temos que mostrar que somos bons.
Fonte: www.bibliotecariaescandalosa.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui seu comentário